Degani-Vaduz obtém o Certificado Halal

certificado halal

Compartilhe este post:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O Certificado Halal é um documento obrigatório para exportar itens para os países árabes. Ele é de cunho religioso e garante para os muçulmanos que o alimento foi cultivado e/ou preparado de acordo com os mandamentos do Islã. 

Nesse texto, você vai conhecer mais informações sobre o Certificado Halal e entender a importância do documento para a economia brasileira e para a Degani-Vaduz. Acompanhe! 

O que é o Certificado Halal? 

É um documento emitido por uma agência governamental ou instituição certificadora halal, que é reconhecida por países árabes. Depois de realizada uma inspeção na empresa que produz a mercadoria, esses órgãos podem atestar que o produto segue os preceitos do islamismo. 

A palavra halal significa permitido, lícito, autorizado. Nesse sentido, abrange tudo que está de acordo com as regras estabelecidas pela Lei Islâmica (Shariah), responsável por determinar os hábitos e a cultura dos seguidores dessa religião.

Dessa forma, quando um alimento possui o Certificado Halal, ele tem a garantia de ter sido produzido dentro das regras do islamismo em todas as etapas. Dos documentos de exportação para países árabes e de cultura islâmica, o Certificado Halal é um dos mais importantes. 

O que é um alimento halal? 

Na cultura islâmica, todos os alimentos são considerados halal, exceto:

  • Carne de porco e derivados 
  • Animais abatidos de forma imprópria ou mortos antes do abate
  • Animais abatidos em nome de outros que não sejam Alá
  • Sangue e produtos feitos com sangue 
  • Álcool e produtos que causam embriaguez ou intoxicação
  • Produtos contaminados com os itens acima 

Sendo assim, para que animais abatidos possam ser considerados halal, o processo deve ser realizado seguindo um ritual islâmico. 

Para isso, o animal deve ser abatido por um muçulmano que tenha atingido a puberdade. Durante o abate, deve ser citado o nome de Alá ou recitar uma oração que contenha o seu nome. A face do animal deve estar voltada para Meca e é fundamental garantir seu bem-estar. 

É proibido que o animal esteja com sede no momento do abate. A faca deve estar bem afiada e não pode ter sido afiada na frente do animal. O corte precisa ser no pescoço em movimento de meia-lua, cortando os três principais vasos (jugular, traqueia e esôfago). Dessa forma, a morte é mais rápida e causa menos sofrimento ao animal. Seu sangue deve ser retirado da carcaça.

É importante destacar que os peixes são considerados halal por natureza, já que saem vivos da água. Os suínos são considerados impuros devido a maneira como se alimentam e por viverem em ambientes sujos, como os chiqueiros, por exemplo. 

Qual é a importância do Certificado Halal? 

O mercado halal é fundamental para a economia brasileira, tanto por abranger 57 países da Organização da Cooperação Islâmica (OCI), como também por representar 20% das exportações agro do país. 

O Brasil é o maior exportador e produtor de proteína halal do mundo, sendo o principal fornecedor de alimentos para a OCI. De acordo com o Ministério da Agricultura, para alguns países da organização, a participação brasileira no mercado chega a aproximadamente 75%. 

Segundo a Câmara de Comércio Árabe-Brasileiro, existem 1,8 bilhão de consumidores halal no mundo. Estima-se que essa população terá um crescimento de 73% até 2050, totalizando 2,76 bilhões de pessoas, o equivalente a 30% da população mundial. É uma grande oportunidade para o país, por ser um importante exportador halal. 

O Brasil e os países árabes possuem uma relação comercial sólida, onde cerca de 70% dos produtos exportados têm origem agropecuária. Desde 2015, 50% do frango e 30% da carne bovina exportada tem certificado halal. Em contrapartida, apenas 17% dos alimentos e bebidas do mundo possuem a mesma certificação. 

Degani-Vaduz: produtos químicos halal 

Por esses e outros motivos, reconhecer a necessidade do Certificado Halal é um grande diferencial rumo ao sucesso. Tendo isso em vista, a Degani-Vaduz atendeu aos pré-requisitos para se tornar uma empresa certificada. 

Com essa certificação, esperamos ampliar a nossa participação no mercado interno, principalmente em indústrias alimentícias que exportam para países islâmicos, bem como o mercado internacional. 

Os produtos químicos halal que receberam o novo certificado são:

  • G 30 Halal (Clorito de Sódio)
  • G 33 Halal (Ácido Clorídrico) 
  • G 07 Halal (Clorito de Sódio)
  • G 19 Halal (Ácido Clorídrico)
  • G 40 Halal (Clorito de Sódio)
  • Alvo 527 Halal (Clorito de Sódio) 
  • Alvo 537 Halal (Clorito de Sódio) 

Para conferir mais informações sobre o Certificado Halal da Degani-Vaduz, clique aqui. 

Cadaste-se em nossa newsletter!

Receba informações sobre novidades, lançamentos e informativos da Degani-Vaduz.

Conteúdo relacionado

Conheça nossos produtos

Há 35 anos produzindo especialidades químicas.